MINHA  VIDA  E  DE  MEUS  AMIGOS  SOBRE  DUAS  RODAS

Contatos: Cassola - (51) 99983-1064     accassola@terra.com.br

Banner
Banner
Banner
Banner

Calendário de Eventos

No Mês passado Novembro 2017 No Mês próximo
D 2a 3a 4a 5a 6a S
week 44 1 2 3 4
week 45 5 6 7 8 9 10 11
week 46 12 13 14 15 16 17 18
week 47 19 20 21 22 23 24 25
week 48 26 27 28 29 30

Últimas Notícias

Subindo marcha sem embreagem.
Qua, 22 de Julho de 2009 13:57
Imprimir E-mail
Dicas

Pare de desperdiçar o seu tempo usando a embreagem para subir marchas.

Por Kent Kunitsugu
Sport Rider Magazine, Setembro 2004

1. Recentemente em um evento aberto no autódromo ficamos preocupados, estupefatos em ver aquantidade de pilotos que estavam desperdiçando tempo e esforço usando a embreagem para subir marchas. O sobe e desce de giro do motor entre cada troca de marcha faziam as motos urrarem e era ouvido por nós dentro dos boxes, deixando-nos curiosos em saber se haveria uma nova mania consistida em patinar embreagem e que nós não sabíamos dessa novidade. Apesar de ser um ritual importante para
pilotos iniciantes e novatos, usar a embreagem para subir marcha em uma estrada sinuosa ou no autódromo é totalmente desnecessário (a menos que sua moto tenha algum problema de câmbio ou transmissão que o impeça de usar esta técnica). De fato, há muitas situações onde pode ser um incômodo ou atraso na busca de uma pilotagem rápida e suave.

2. A caixa de câmbio de uma moto difere da transmissão típica de um automóvel pois pode realmente mudar as marchas com apenas uma pequena carga e só precisa de uma breve interrupção no fornecimento de potência para poder subir uma marcha. Seu mecanismo de acoplamento constante e seqüencial permite mudar as marchas muito mais rapidamente do que uma transmissão típica de acoplamento sincronizado de um automóvel, a qual requer uma interrupção quase que total no fluxo de potência. Por isso é necessário usar a embreagem para subir marchas nos carros de transmissão manual. É por isso que os “power shifters” (engate rápido) são tão populares entre os pilotos de moto; usando um dispositivo que corta momentaneamente a alimentação da ignição ao subir uma marcha o piloto pode manter o acelerador aberto e imóvel, economizando tempo e esforço.

3. Basicamente, a técnica é simples: Em vez de fechar completamente o acelerador e de puxar a embreagem enquanto você troca de marcha, apenas solte um pouquinho o acelerador e faça a troca de marcha em um movimento rápido, quase simultâneo; ignorando a embreagem. Não feche completamente o acelerador, solte apenas o suficiente para trocar de marcha. Assim, subir marcha sem a embreagem se tornará um hábito para trocar rapidamente e suavemente e os incômodos provenientes da transferência de
peso durante a troca normal de marcha, usando a embreagem, deixam de te incomodar durante a pilotagem. Uma vez que você se acostume a usar esta técnica, ficará surpreso com o tempo e energia economizados (e você provavelmente reduzirá o desgaste excessivo de embreagem).

4. Há muitas situações de pilotagem onde o esforço físico economizado por não de ter que apertar constantemente a manete da embreagem durante as subidas de marchas pode ter um benefício enorme. Por exemplo, ao percorrer uma seqüência de curvas fechadas ou de chicanes, seus braços e mãos são ocupados com o esforço para dirigir a moto, e o posicionamento do seu corpo na moto também pode inibir o trabalho da sua mão esquerda para poder apertar e soltar a manete de embreagem repetidamente. Em
situações como esta, simplesmente não há tempo ou recursos disponíveis para cuidar da embreagem, e no fim de uma longa sessão de treino ou em uma prova cada economia de energia pode ajudar-lhe evitar a cometer um erro. Também, uma tocada suave resultante do treino de trocar marchas corretamente lhe recompensarão com mais qualidade nas ruas ou estradas.